Quais os dispositivos eletrónicos mais utilizados?

A utilização dos diversos dispositivos eletrónicos tem em conta as horas do dia, bem como os dias da semana.

Para elaborar uma estratégia de comunicação online eficiente, é importante perceber quais é que são os dispositivos usados pelos viajantes e quando é que são utilizados.

E como já se tem vindo a dizer, a presença online é fundamental para a indústria hoteleira conseguir chegar aos seus clientes, mostrar a sua oferta e provar que é a melhor solução.

A utilização de dispositivos eletrónicos para planear viagens cresce de dia para dia, e como seria de esperar, o estudo varia também conforme os períodos de tempo, bem como com a rotina dos viajantes.

O gráfico demonstra claramente as várias percentagens, quer de quem utiliza o computador ou tablet, quer de quem utiliza smartphones para planear viagens:

  • 18% Usa-o entre as 6 e as 9 horas;
  • 41% Consulta a informação online entre as 9 e as 12 horas;
  • 51% Utiliza o dispositivo entre as 12 e as 17 horas;
  • 59% Fá-lo entre as 17 e as 19 horas;
  • 66% Faz o acesso à internet entre as 19 e as 23 horas;
  • 17% Usa o equipamento entre as 23 e as 6 horas.

Tendo em conta o mesmo período de tempo, estas são as percentagens de utilização do smartphone:

  • 14% Entre as 6 e as 9 horas;
  • 29% Das 9 às 12 horas;
  • 38% No intervalo de tempo entre as 12 e as 17 horas;
  • 35% Das 17 às 19 horas;
  • 31% Entre as 19 e as 23 horas;
  • 13% No período das 23 às 6 horas.

Se analisarmos a utilização dos mesmos dispositivos durante o fim-de-semana para o mesmo fim, verificamos que:

  • 17% Utiliza o computador ou tablet entre as 6 e as 9 horas;
  • 44% Fá-lo entre as 9 e as 12 horas;
  • 60% Usa-o das 12 às 17 horas;
  • 64% Faz o acesso à internet no mesmo dispositivo entre as 17 e as 19 horas;
  • 63% Fá-lo entre as 19 e as 23 horas;
  • 19% Utiliza o dispositivo das 23 às 6 horas.

Do mesmo modo, a utilização do smartphone no fim-de-semana, reparte-se da seguinte forma:

  • 11% Entre as 6 e as 9 horas;
  • 27% Das 9 às 12 horas;
  • 39% Entre as 12 e as 17 horas;
  • 35% No período entre as 17 e as 19 horas;
  • 31% Das 19 às 23 horas;
  • 12% No intervalo das 23 às 6 horas.

Depois da interpretação do gráfico, percebe-se perfeitamente que Planear viagens deixou de ser uma tarefa apenas feita em casa e no computador. Os clientes dos serviços hoteleiros procuram informação que os ajude a delinear as suas viagens em vários momentos do dia, processo em grande parte facilitado pelas tecnologias de informação móvel.

Durante a semana existe uma maior discrepância entre a utilização (para planear viagens) do computador / tablet e do smartphone com o mesmo intuito. É maior a percentagem de uso do primeiro, sendo que grande parte da sua utilização é feita no período pós-laboral, enquanto que a percentagem do uso do smartphone é maior durante o período do almoço.

Já durante o fim-de-semana, essa diferença é menos acentuada e, embora a utilização dos dois tipos de dispositivos se reparta de forma semelhante, planear viagens no computador ou tablet é uma tarefa mais regular ao longo dos períodos do dia.

Estas são indicações úteis para poder interagir com os seus clientes de forma estratégica. Se souber quando e como os contatar, conseguirá fazer conhecer-se melhor e ser proveitosamente influente na decisão dos clientes.

Baixe o estudo completo aqui!

Fonte: www.google.com

"SUBSCRIBE TO THE BLOG"
Receive an update straight to your inbox every time I publish a new article. Your email address will never be shared
About The Author

Joana Alves

Joana Alves exerce funções de copywriter no HotelBuzz. Licenciou-se em Publicidade e Marketing, vertente Publicidade e gosta de ter ideias como passatempo. Quer fazer da escrita criativa a sua vida, independentemente do formato, daí ir trabalhando no seu blogue: “O Meu Primeiro Nome”. Colaborou no gabinete de comunicação da Associação das Universidades de Língua Portuguesa, produzindo e gerindo conteúdos e fez parte do projecto “Game On” no programa Erasmus, onde colaborou no desenvolvimento de um jogo digital educacional.